Dicas e receitas caseiras para acabar com pés ressecados e rachados

Dicas e receitas caseiras para acabar com pés ressecados e rachados

 A rachadura nos pés acontece quando a pele está muito seca, e acaba rachando com o peso do corpo e das atividades do dia-a-dia.

Andar descalço ou usar sandálias e chinelos são situações que incomodam pela vergonha de mostrar os pés ressecados e rachados? Deixe de se preocupar com isso, afinal, ter calos e áreas espessas na pele são problemas que atingem a maioria das pessoas, podendo ser combatidas com práticas baratas e simples de serem feitas em casa.

Assim, a melhor forma de evitar rachaduras nos calcanhares consiste, principalmente, em manter os pés bem hidratados, passando creme, pelo menos, 2 vez por dia. Veja também: Celulite infecciosa: o que é, quais as causas e tratamento.

No entanto, existe um ritual de cuidados que deixa a pele novamente sedosa e macia, permitindo utilizar sandálias e chinelos sem vergonha.

Ritual de tratamento caseiro

Dicas e receitas caseiras para acabar com pés ressecados e rachados

Este tratamento para pés rachados deve ser feito, pelo menos, 2 vezes por semana ou todos os dias, durante períodos em que os pés estão muito ressecados.

1.Faça um escalda pés hidratante

O passo consiste é fazer um escalda pés, para amolecer a pele e abrir os poros, permitindo que o creme hidratante seja bem absorvido por todas as camadas de pele.

Para fazer o escalda pés deve-se:

  1. Colocar um pouco de água morna dentro de uma bacia até atingir a altura de 10 cm, ou uma altura que permita mergulhar todo o pé na água;
  2. Adicionar 1 a 2 colheres de sopa de creme hidratante, dependendo da quantidade de água;
  3. Diluir o creme na água, para dissolver completamente;
  4. Mergulhar os pés por 6 a 10 minutos, para garantir que a pele fica mole e absorve o creme.

Entretanto, o escalda pés não deve ser feito com água muito quente, nem sem o creme hidratante, pois irá abrir e agredir os poros, podendo deixar a pele mais seca.

2. Seque os pés corretamente

Após terminar o escalda pés é muito importante secar bem a pele, para evitar o crescimento de fungos, especialmente entre os dedos do pé. No entanto, deve-se evitar esfregar a toalha na pele, pois essa ação deixa a pele mais irritada e contribui para o aumento do ressecamento.

Assim, o ideal é secar a pele com leves movimentos de pressão sobre a pele, para retirar o excesso de água, e depois deixar os pés ao ar livre durante 2 minutos, para que sequem completamente.

3. Retire o excesso de pele com uma lixa

Este outro passo é opcional e, geralmente, só deve ser feito quando já não existem rachaduras, mas a pele ainda continua grossa e ressecada. Nestes casos, após secar o pé com a toalha, mas antes de os deixar secar ao ar livre, deve-se utilizar uma lixa de pés, ou uma pedra (pomes), por exemplo, para fazer movimentos leves sobre o calcanhar e retirar o excesso de pele morta.

4. Passe um creme hidratante

Quando o pé estiver completamente seco deve-se passar um pouco de creme hidratante para fechar os poros e acabar a hidratação da pele. Quanto mais espesso for o creme, maior será o grau de hidratação, mas a escolha pode ser feita de acordo com as preferências de cada pessoa.

No caso de possuir um creme hidratante dos mais comuns, veja uma receita para o tornar num creme super hidratante e indicado para pés rachados.

Depois de passar o creme, deve-se calçar uma meia para garantir que não é retirado pelo calçado e que é completamente absorvido pela pele. Assim, a meia ajuda a que o pé não escorregue, evitando possíveis quedas. Uma boa opção é fazer antes de dormir, para que se mantenha as meias por algumas horas e sem a pressão do sapato.

Confira no vídeo a seguir como fazer um ótimo creme hidratante caseiro para salvar seu pé:

Principais causas do pé rachado

A principal causa do pé rachado é a falta de hidratação, que deixa a pele menos flexível e mais fácil de quebrar. No entanto, existem alguns fatores que contribuem para a perda de hidratação, como:

Andar muito tempo descalço;
Utilizar frequentemente sandálias e chinelos;
Estar acima do peso;
Tomar banho com água muito quente.
Além disso, quem não bebe a quantidade de água necessária durante o dia também tem uma pele mais seca e, por isso, tem maiores chances de ficar com os pés rapidamente ressecados.

Quem tem estes fatores de risco deve passar creme hidratante, pelo menos, 2 vez por dia, depois do banho ou antes de deitar, por exemplo, para garantir que a pele está bem hidratada e que não corre o risco de quebrar durante o dia-a-dia.

Caso você tenha um quadro intenso, a melhor opção é consultar um dermatologista e apostar em cremes à base de ureia, lactato de amônio, ácido hialurônico e queratolíticos, que dissolvem a camada córnea, responsável por engrossar a espessura da pele.